domingo, 21 de dezembro de 2014

Feliz Natal e um maravilhoso Ano Novo!...


Prezados internautas

O site Os Espertos entrará em férias, mas férias curtas. Estaremos de volta já na primeira semana de 2015.

Desejamos a todos um Feliz Natal e um 2015 cheio de amor, saúde e ainda mais prosperidade!

Os Espertos


domingo, 14 de dezembro de 2014

Como aumentar a relação benefício-custo nas aquisições domésticas?

créditos: nuttakit
A resposta à pergunta acima é: planejamento. Ilustraremos o ponto por meio de um exemplo sobre molduras para obras de arte.

Recentemente, tivemos duas experiências que consideramos negativas e, ao mesmo tempo, positivas, com a emolduração de algumas belas gravuras destinadas à decoração de nossa nova residência. Por que negativas? Por que não tivemos satisfação com o trabalho de molduraria, considerando que gastamos um bom dinheiro com o mesmo. E por que positivas? Ocorre que elas nos inspiraram a escrever esse post, sobre um assunto trivial, mas nem tanto e que tem a ver com planejamento prévio.

Em nossa primeira experiência supracitada, levamos quatro gravuras a uma molduraria a caminho do nosso trabalho e contratamos as molduras. Semanas se passaram e agora, percebemos que as molduras brancas de duas gravuras penduradas na copa já não estão mais tão brancas assim. E não adianta limpar o material que, provavelmente poroso, se tornou branco amarelado. No caso de outras duas gravuras emolduradas em material laqueado branco, não poroso, isso não aconteceu.

domingo, 7 de dezembro de 2014

Como é a agricultura no sistema de agrofloresta?

Um dos maiores inimigos do ser humano é a paralisia de paradigma, como abordamos neste artigo.

A frase acima vale para todas as atividades humanas. Muitas vezes comunidades inteiras, ou até mesmo países, se tornam presas de um paradigma ultrapassado, e acabam prejudicados por isso.

site de origem
Quando falamos em agricultura, o paradigma corrente é de que, para termos uma atividade agrícola lucrativa, é preciso pôr abaixo a mata nativa, revirar a terra com máquinas pesadas, fazer queimadas, jogar defensivos agrícolas (que nada mais são do que venenos) e outros procedimentos considerados necessários para a produção agrícola.

Mas será que essa é a única forma de produzir alimento? O pesquisador e agricultor Ernst Götsch nos mostra que não, que há uma outra maneira, que pode ser até mais lucrativa.

domingo, 30 de novembro de 2014

Por que os ebooks ainda não fazem sucesso no Brasil?

Site dessa imagem aqui
O mundo, aos poucos, está abandonando o papel em prol do formato digital. Isto é verdade em relação, por exemplo, aos documentos trocados nos ambientes de escritório. Até a pouco tempo atrás, era certo que, antes de certas reuniões, os participantes recebessem um calhamaço de papel sobre os assuntos a serem discutidos. Hoje isso é bem menos comum. Pessoa da família deste escriba recebeu um destes calhamaços, e imediatamente exclamou: Como é que vou analisar uma planilha em papel? Preciso disto em arquivo digital!

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

O que você precisa considerar sobre "ser empreendedor"?

créditos
Abrir uma empresa e libertar-se da condição de empregado. Este é o sonho de milhões de pessoas no Brasil e no mundo. Talvez seja o seu. O que é preciso saber antes de tomar a decisão de iniciar seu negócio próprio? Este artigo propõe alguns parâmetros que podem servir de guia para sua entrada nesse mundo novo.

1) Gostar muito da atividade

Seu negócio tem que ser em uma área da qual você goste MUITO. Se você adora computadores e tecnologia, pode se dar bem abrindo uma empresa na área. Se não gosta de tecnologia, não embarque nessa canoa, mesmo que lhe digam que "dá muito dinheiro". Só há retorno financeiro se você se dedica à empresa naturalmente, por gostar do que faz.

domingo, 9 de novembro de 2014

O Aquífero Guarani é a solução para a falta d'água em SP?

A mancha azul que vemos no mapa (clique na imagem para ampliar) é o chamado Aquífero Guarani, o maior reservatório subterrâneo de água potável do mundo, que está no subsolo de quatro países: Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai.


O nome foi dado em 1996 pelo geólogo uruguaio Danilo Danton. Trata-se de um reservatório de espessura média de 250 m e volume total avaliado em 45 mil km3. Para fazermos uma ideia do que isso representa, vamos dividir esse volume por uma população de, digamos, 90 milhões de pessoas, que é aproximadamente o número de seres humanos que vive na região do aquífero. Isso dá QUINHENTAS caixas d'água de MIL LITROS para cada uma dessas pessoas.

É natural que pensemos:

— Uau!! O que estamos esperando? Vamos começar a extrair água desse aquífero agora mesmo!!

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

O que melhor enriquece a residência moderna: arte figurativa ou abstrata?

mais obras de arte aqui
Inicialmente, é importante distinguir entre os conceitos de arte figurativa e arte abstrata.

A arte figurativa abrange os trabalhos artísticos nos quais identificamos elementos que integram a realidade concreta, no sentido físico dessa última palavra. É a arte que representa o dito mundo real. Uma escultura sobre o corpo humano seria um exemplo, haja vista que esse é algo que reconhecemos como parte da nossa realidade física. Nesse tipo de manifestação artística, os artistas procuram trabalhar formas, linhas e cores de forma direta com aquilo que se pretende representar.

sábado, 25 de outubro de 2014

Como consumir energia elétrica conscientemente e ajudando as finanças domésticas? Parte II/II

site de origem da imagem
O exemplo aqui apresentado, conforme prometido na primeira parte deste post, baseia-se no consumo de energia elétrica de uma família real, cujos dados originais foram modificados para fins deste texto, visando favorecer sua compreensão. Tal exemplo tem caráter meramente ilustrativo, sendo ideal cada família acompanhar e gerenciar as informações relativas à sua conta de energia.

EXEMPLO
VERIFICANDO EFEITO DE ECONOMIAS NA CONTA DE ENERGIA ELÉTRICA


Seja a tabela com a evolução do consumo de energia elétrica de uma família que reside em uma das capitais de Estado da Região Sudeste, no período out/2013 a set/2014:

domingo, 19 de outubro de 2014

Como consumir energia elétrica conscientemente e ajudando as finanças domésticas? (Parte I / II)

site de origem da imagem
Considere-se, inicialmente, o conceito mais amplo de energia: é a capacidade de realizar trabalho. Inicialmente, os seres humanos utilizaram a força de seus músculos e a tração animal, bem como a força da água e dos ventos para realizar trabalho; antes da indústria, a humanidade contava apenas com essas fontes de energia para suas atividades.
A partir do século XVIII, com o advento da Revolução Industrial, passou-se a queimar carvão visando as máquinas a vapor, inventadas em 1763, bem como para a fusão do ferro. De lá para cá, a evolução tecnológica tornou o uso da energia imprescindível, em múltiplas aplicações cotidianas ou especiais.
A energia elétrica tem seu histórico específico. Na Antiguidade, o físico e filósofo grego Tales de Mileto (623 a 624 ac - 556 a 558 ac), ao esfregar um pedaço de âmbar (tipo de resina vegetal) em um pedaço de lã, observou que esse passava a atrair objetos leves, identificando um fenômeno elétrico.
Considerável tempo após o evento citado, cientistas e inventores pesquisaram intensamente a energia elétrica, criando utilidades diversas. São exemplos: Alexandre Volta (1745 - 1827), que criou a pilha elétrica; Michael Faraday (1791 - 1867), que desenvolveu diversos estudos sobre eletricidade e magnetismo, os quais contribuíram em grande medida para a criação de geradores e transformadores elétricos; Thomas Edison (1847 - 1931), que criou a lâmpada incandescente, além de ter desenvolvido diversos projetos envolvendo energia elétrica; e, Benjamin Franklin (1706 - 1790), que criou o para-raios.
Presentemente, a energia elétrica é indispensável à vida moderna e seu provimento à sociedade constitui-se em um dos itens de maior relevo da pauta dos governos e dos países. Ela é indispensável a um amplo conjunto de usos, tais como:

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Como consumir água conscientemente e ajudando as finanças domésticas? (Parte II / II)

site de origem da imagem
Conforme antecipado na parte I deste post, apresentamos, a seguir, dois exemplos de consumo doméstico de água, abrangendo, respectivamente, um vazamento prejudicial à conta de água e esgoto de uma família, bem como a ilustração prática de como essa família pode economizar água para melhorar o orçamento e a poupança doméstica.

Seja a tabela com a evolução do consumo de água de uma família que reside em uma das capitais de Estado da Região Sudeste, constituída por quatro pessoas, residentes em uma casa com quatro quartos, no período out/2013 a set/2014:

terça-feira, 7 de outubro de 2014

O que você acha da ufologia?

Ufologia é o estudo dos objetos voadores não identificados (OVNIs, em português, UFOs em inglês).

Famosa foto de OVNI feita em 1957 no Novo México (EUA)
pela enfermeira Ella Louise Fortune
site de origem da imagem
Os primeiros relatos de fenômenos atmosféricos desconhecidos (não identificados) são de séculos atrás, registrados em várias tradições e culturas. Até o navegador Cristóvão Colombo relata ter testemunhado, junto com seus homens, luzes estranhas saindo da água e voando pelos céus.

Várias etnias indígenas das Américas relatam encontros com OVNIs e até com "deuses" vindos do céu. Os índios kayapós, por exemplo, contam que, no passado, seu povo conviveu com Bep-Kororoti, um "deus" que veio do céu numa "canoa voadora", e que portava um bordão "mágico" que podia derrubar árvores ou destroçar pedras enormes. Podemos até duvidar da natureza dessas lendas. Pode ser que sejam apenas fruto da imaginação fértil dos índios. Mas que é curioso, é.

sábado, 4 de outubro de 2014

Como consumir água conscientemente e ajudando as finanças domésticas? (Parte I / II)

site de origem da imagem
hidrologia é a ciência que estuda a água no Planeta Terra e acima de sua superfície, seus estados – sólido, líquido e gasoso – e a transição entre os mesmos, a qualidade, a quantidade e outros aspectos.

A água, por sua vez, é o constituinte inorgânico mais abundante nos seres vivos: no homem, representa cerca de 60% do seu peso; nas plantas, pode atingir 90%. Ademais, ela tem um papel fundamental de consumo em atividades humanas, com variados usos, tais como:

  1. Abastecimento público.
  1. Abastecimento industrial.
  1. Atividades agrícolas.
  1. Preservação da fauna e flora.
  1. Criação de espécies destinadas à alimentação humana.
  1. Geração de energia elétrica.
  1. Navegação.
  1. Recreação (natação, mergulho, esqui aquático e outras atividades).

domingo, 28 de setembro de 2014

Como podemos dormir melhor?

créditos da imagem: FrameAngel
Dormir é parte fundamental de nossas vidas. Algumas boas horas de sono permitem descansar o corpo e a mente, nos deixando em condições de trabalhar, interagir com o mundo, nos divertir e enfrentar novos desafios. Mais: o sono é uma das estratégias mais importantes usadas por pessoas bem sucedidas no enfrentamento de situações de stress.

O bom sono é aquele satisfatório em termos de tempo, que pode variar de pessoa a pessoa, situando-se na faixa de sete a oito horas diárias, bem como de qualidade, podendo o sono ser tranquilo e repousante ou não, a depender das condições físicas do local onde dormimos e/ou das nossas próprias condições físicas, mentais e emocionais.

Antes de relacionar um conjunto de dicas orientadas para o alcance de preciosas horas de sono reparador, apresentamos, abaixo, alguns fatores que podem contribuir para prejudicar a reparação pretendida:

domingo, 21 de setembro de 2014

Como armazenar seus arquivos com segurança?

Créditos da imagem: Stoonn
Já fizemos este artigo sobre segurança na internet, no qual você encontra algumas dicas interessantes de mecanismos de proteção que pode utilizar contra vírus, cavalos de troia e outras ameaças.

Aqui, iremos detalhar melhor como guardar seus arquivos para protege-los não apenas de vírus e outras ameaças similares, mas também preservá-los de um mau funcionamento de sua(s) máquina(s).

A vida moderna de empresas e escritórios repousa sobre uma quantidade gigantesca de dados que só existem no mundo virtual: são os tais "arquivos". Eles incluem planilhas de custos, orçamentos, textos curtos ou longos, objetos virtuais (computação gráfica) e até softwares criados pelos usuários mais experientes.

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

O consumo consciente pode ajudar a melhorar as finanças domésticas?

site de origem da imagem
Consumir é uma necessidade. Necessitamos genuinamente de produtos e serviços em nossas vidas; entretanto, o consumo desenfreado e sem consciência constitui efetiva ameaça o Planeta Terra, não apenas às gerações futuras, mas também a nós, que aqui habitamos.

Os fatos abaixo são importantes para que possamos avaliar a importância do consumo consciente: 
  1. Cada produto ou serviço que demandamos “come” uma parte do Planeta, em maior ou menor medida, e exige recursos naturais. Produtos e serviços requerem matérias-primas, água, luz e outros componentes para serem entregues ao consumidor final.
  1. Parte considerável dos recursos naturais da Terra não é renovável, haja vista que o Planeta não é um “supermercado” ou “almoxarifado” com estoque infinito de matérias primas.
  1. Segundo o Banco Mundial, estimados 20% da humanidade consomem cerca de 80% dos recursos naturais. Portanto, esses 20% necessitam repensar sua forma de viver.

sábado, 13 de setembro de 2014

Qual é a importância das pequenas alegrias do dia-a-dia?

Créditos da imagem: Gualberto107
Suponhamos que felicidade seja a sensação de bem estar de uma pessoa ao longo de um período de tempo considerado, em maior ou menor intensidade, podendo o período de tempo em questão variar de alguns minutos a muito mais tempo. Naturalmente, esta é uma suposição simplificadora e que não abrange toda a riqueza das discussões sobre o tema felicidade que poderiam ocorrer, especialmente no campo da filosofia e na esfera das religiões.

Se a consideração acima fizer algum sentido, podemos afirmar que vida inclui tanto eventos especiais de felicidade, nos quais a sensação de bem estar pode ser muito intensa, quanto uma infinidade de pequenos eventos que também nos causam bem estar, de forma diferente, mais leve, menos intensa. Todos esses eventos - especiais ou cotidianos - podem criar sensação de bem estar, com maior ou menor consciência do indivíduo.

Em eventos especiais, a sensação de bem estar e satisfação pode ser tão intensa que podemos nos comover e chorar de emoção (lembrando que alguns poderão não externar seus sentimentos, mas eles existirão). São exemplos não exaustivos desses momentos:

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Qual é a importância do orçamento doméstico?

Créditos da imagem: Vichaya Kiatying-Angsulee
Em post publicado n’Os Espertos (Como os juros podem ser usados a favor da nossa família?, 02/09/2014), discorremos sobre a possibilidade concreta de usar os juros a favor da família; especialmente, por meio da criação de poupança.

No mesmo artigo acima citado, observamos que a formação de poupança exige que se gaste menos do que se arrecada, sendo esta uma regra pétrea para que qualquer família ou pessoa tenha condições de se tornar poupadora.

Para aplicação da regra pétrea acima indicada, devemos elaborar o orçamento doméstico, uma das ferramentas práticas mais importantes de planejamento e gestão das finanças familiares e pessoais, apresentada a seguir.

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Você já fez tutoriais da internet?

Créditos da imagem: jscreationzs
A mídia de todas as mídias, a internet, mudou radicalmente o conceito de educação à distância.

Site de origem da imagem
Nas décadas de 1950 até 1970 havia cursos à distância anunciados em revistas e gibis. Nesses cursos, as apostilas eram mandadas pelo correio, junto com provas escritas, que deveriam ser remetidas de volta, para correção. O certificado de conclusão vinha ao final, também pelos correios.

Eram, em geral, cursos técnicos. As entidades que mantinham esses cursos – como o Instituto Monitor – foram pioneiras no chamado ensino à distância.

Hoje, a internet facilita o fortalecimento do Instituto Monitor e de outras instituições similares. Mas a web vai mais além. Em sua total falta de formalismos e academicismos, a internet permite a qualquer pessoa tornar-se um pólo de ensino à distância.

Veja-se, por exemplo, o YouTube. Esse  enorme manancial de vídeos, hoje sob administração do Google, abriga uma imensa biblioteca de tutoriais dos mais variados assuntos. E para disponibilizar uma aula ou tutorial, não é necessário possuir uma escola ou instituto. Basta ter uma conta gratuita do gmail (o sistema de emails do Google) e você pode ter seu canal no Youtube.

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Como escapar da armadilha dos paradigmas?

Começo contando um causo. Um dia este escriba recebeu a visita de casal amigo, Claudia e Caio. Isso faz muitos anos. Naquela época, os computadores tinham acabado de ganhar funções multimídia, e passaram a ter aquelas caixinhas de som na cor gelo. Aliás, tudo que fosse ligado a computador vinha na cor gelo.

Os botões de controle das caixas eram muito baixos, quase rentes à mesa, tornando difícil aumentar e diminuir o volume sem derrubar a tal caixinha. Acontece que solucionei esse problema simplesmente virando a caixa de cabeça para baixo. Quando a Claudia viu, ela ficou maravilhada e exclamou:

— Por que não pensei nisso!! Vivo derrubando essas caixas de som, e você resolveu o problema de maneira simples!

Minha solução foi resultado de uma pequena ruptura de paradigma: por que não colocar a caixa de cabeça para baixo, se o som sai do mesmo jeito?

É esse o tema aqui: paradigmas, como eles podem nos bloquear, se ficarem ultrapassados, e como se livrar deles para alcançar novos horizontes.

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Como os juros podem ser usados a favor da nossa família?

Créditos da imagem: jscreationzs
Dentro de um planejamento pessoal que alguém queira desenvolver, tema esse abordado nos posts Por que planejar a vida pode fazer grande diferença? (29/07/2014) e É possível planejar a vida estrategicamente, como fazem empresas e outras organizações? (03/08/2014), um dos pontos mais relevantes é o planejamento das finanças pessoais. Este é um assunto que merece especial atenção, estando associado tanto à dimensão do trabalho quanto à dimensão do “Eu”, onde residem as nossas potencialidades e dificuldades pessoais.

Por que pessoas podem ficar em sérias dificuldades financeiras, eventualmente dependendo de outras para sobreviverem? Acreditamos que existem vários motivos, entre os quais destacamos, sem pretender esgotar as ocorrências:
  1. Falta de cultura de poupança e excesso de cultura de gasto. Uma pessoa, ao longo de sua vida, pode sequer ter sido avisada por alguém do seu círculo familiar ou de amizades sobre a importância de pensar no futuro. É incrível, mas pode acontecer.
  1. Carência de ensinamentos básicos sobre a gestão de finanças domésticas. A pessoa pode, simplesmente, jamais ter tido a oportunidade de participar de alguma discussão mais aprofundada sobre conceitos como consumo, poupança, juros, inflação e outros.

sábado, 30 de agosto de 2014

É possível planejar a vida estrategicamente, como fazem empresas e outras organizações?

Créditos da imagem: suphakit73
A resposta à pergunta do título deste post é sim, é possível planejar a vida estrategicamente, como muitas empresas fazem. Procuramos, aqui, ilustrar como isso pode ser possível.

Conceitos organizacionais como missão, visão, objetivosmetas e planos estratégicos podem, sim, ser trazidos para a realidade prática das pessoas, conforme representado no quadro a seguir, que transpõe esses conceitos da esfera organizacional à pessoal:

terça-feira, 26 de agosto de 2014

É possível administrar o stress com treinamento respiratório?

Site de origem aqui
Neste espaço, já publicamos um post sobre administração do stress. Vamos detalhar um dos itens daquele artigo, que é a respiração.

O stress tem várias definições. Uma delas é: "stress é a energia necessária para vencer um obstáculo". Se essa energia necessária é excessiva para nós, aí temos o excesso de stress, esse, sim, prejudicial. Essa energia pode ser chamada de disposição, pique, força interior ou qualquer nome que queiramos atribuir à nossa energia pessoal. Freud diria que se trata de libido. Reich diria que é orgônio (o nome que ele deu à energia biológica). Na medicina chinesa, a energia vital é chamada de ki ou chi.

Seguindo essa definição, podemos concluir que, se estivermos com um alto nível de energia, podemos vencer um obstáculo maior. O que nos leva à questão: como aumentar nosso nível de energia para evitar o excesso de stress? Uma das formas é através da respiração. Aliás, na filosofia hindu, o exercício respiratório é chamado de  pranaayama, isto é, expansão da energia vital.

Nas ciências e artes antigas há dezenas de técnicas respiratórias. Neste post vamos ensinar apenas uma delas, a respiração diafragmática, que é o alicerce para boa parte dos demais exercícios respiratórios.

O diafragma é um músculo em forma de sino que fica na cintura. Na verdade, trata-se do maior músculo do corpo humano.

Nesta figura, vemos o diafragma, em vermelho, na cavidade abdominal.

É um músculo muito diferente do usual, pois ele contém órgãos em seu interior (!!) tais como fígado, rins e outros. Por causa disso, há um benefício adicional na respiração diafragmática, que é o massageamento desses órgãos.

A respiração diafragmática é bem diferente da nossa respiração usual. No entanto, os animais a utilizam, instintivamente, assim como os bebês. Depois, o bebê cresce e lhe é ensinado a respirar utilizando apenas as clavículas e, parcialmente, as costelas, o que reduz enormemente a capacidade respiratória.

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Por que podemos gostar de reality shows?

Inicialmente, qualifiquemos: o que é mesmo um reality show?

Trata-se de um programa de TV com a exposição, aos telespectadores, de situações ditas “reais”, ou seja, efetivamente vivenciadas por participantes. Em tese, sem ficção.

Reality shows têm várias possibilidades de formatos, abrangendo elementos como:
  1. Enfrentamento de um ou mais desafios.
  1. Premiação financeira e/ou por meio de outros ganhos associados aos desafios acima citados.

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Como tornar nosso quarto um ambiente saudável e acolhedor?

Crédito da imagem: graur codrin
Sim, um quarto pode fazer diferença na vida de um ser humano, sem dúvida. Tem a ver com saúde e bem estar pessoal.

Dentro do lugar muito especial que já é a nossa residência, o quarto é um lugar especialíssimo: é o locus onde nos entregamos ao repouso, ao relaxamento ou à diversão, de diferentes formas e, frequentemente, após jornadas de trabalho exaustivas, por vezes, massacrantes. O quarto é o ponto de parada onde repomos energias físicas, mentais e emocionais; em grande medida, por meio do sono, fundamental aos seres humanos. Assim sendo, consideramos que quartos devem ser, basicamente, saudáveis e acolhedores.

Créditos da imagem: David Castillo Dominici
Entretanto, antes de responder à pergunta “como tornar nosso quarto um ambiente saudável e acolhedor?”, perguntamos ao(à) leitor(a): você acredita que ora dispõe de um quarto saudável e acolhedor? Esse diagnóstico prévio é interessante para que, a partir dele, se conclua ser necessário fazer alguma (ou muita!) coisa a mais para melhorar o quarto e, dessa forma, a saúde e o bem estar pessoal.

Para ajudar com a resposta à segunda pergunta do parágrafo anterior, sugerimos-lhe o preenchimento da tabela abaixo, com notas de 0 a 10, considerando 10 quesitos, abrangendo cinco relativos ao atributo “saúde” e cinco ao atributo “acolhimento”:

domingo, 17 de agosto de 2014

O cinema e a TV mostram que nos tornamos mais cínicos?

Antes de começar este papo com você, internauta, convido-o(a) a assistir este vídeo de pouco mais de um minuto. É um trecho da antiga série de TV Batman:


Muito engraçado, não? Na verdade, o diretor daquela antológica série de TV optou pelo pastelão, pelo humor. Numa linguagem atual, podemos dizer que aquela série era uma gozação.

Que diferença do Batman atual, dos cinemas! Em poucas décadas, Batman mudou disto:

Site de origem desta imagem
Para isto:


A pergunta é: dá pra comer pipoca assistindo ao Batman no cinema?

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Alemanha 7, Brasil 1: que lições podem ser tiradas desse jogo e o que não pode faltar na próxima Copa?


É Copa do Mundo no Brasil, em 8 de julho de 2014. A cidade é Belo Horizonte e o estádio, o Mineirão, lindamente reformado para as Copas das Confederações (2013) do Mundo (2014), e em cujo teto foi construída uma pequena usina de geração de energia fotovoltaica. Linda cena, lindo público, um mar verde-amarelo e muita expectativa.

Milhares de torcedores, fazendo festa, agitados, tensos ou apenas quietos, aguardam o jogo entre duas das maiores forças do futebol: as seleções brasileira, pentacampeã mundial, e alemã, tricampeã. Diante de telas de TVs, bilhões de expectadores também aguardam um grande jogo. Afinal, trata-se de nada menos que Brasil e Alemanha.

O jogo começa e, com ele, o evento que deixou milhões de brasileiros atordoados. Como é que isso pôde acontecer? Gol da Alemanha, gol da Alemanha, gol da Alemanha, gol da Alemanha, gol da Alemanha, gol da Alemanha e gol da Alemanha. Sete vezes! Um golzinho apenas, no final, de honra, para o Brasil, eliminado, fora da Copa, de forma inacreditável!

O que houve ali, no Mineirão, diante de bilhões? O que foi mesmo esse Mineirazzo?

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Como melhorar a segurança da sua internet?

A internet é essa realidade com a qual sequer sonhávamos há 30 anos atrás. Quem de nós poderia dizer, em 1984, enquanto ouvíamos uma canção dos BeeGees, que quase não existiriam mais discos de vinil, que todas as casas teriam não um, mas VÁRIOS computadores, e que TV, rádio, telefone, tocador de música, jornais e revistas convergiriam para uma mesma mídia, a internet??


Pois aí está ela, desafiando paradigmas, rompendo barreiras e conectando seres humanos por todo o mundo. Terabytes e terabytes de música, informação, vídeo, textos, planilhas e arquivos de todos os tipos.
Imagem: Stuart Miles

Quando dizemos que a internet é a rede mundial de computadores, na verdade deveríamos dizer que a internet é a rede mundial de pessoas usando computadores. E, em se falando da espécie humana, podemos encontrar coisas boas e coisas não tão boas. A internet é terreno fértil para espiões e malandros de todo tipo. Este artigo contém algumas dicas simples e básicas para melhorarmos nossa segurança na internet, para podermos desfrutar dela com o mínimo de stress. Dirigir um automóvel envolve um risco. Mas nem por isso deixamos de fazê-lo. O mesmo se aplica à internet. Neste primeiro artigo sobre o tema, trataremos dos e-mails. Sem mais delongas, aqui vão algumas dicas:

domingo, 10 de agosto de 2014

Como administrar o stress e ter mais produtividade?

Imagem: Ambro
Administrar emoções sob pressão tem uma conexão direta com desempenho (performance). Esta afirmativa é feita no artigo How Successful People Stay Calm, produzido pelo Dr. Travis Bradberry, co-autor do livro Emotional Intelligence 2.0 e co-fundador da TalentSmart, uma empresa especializada em inteligência emocional e que tem prestado serviços a mais de 75% das grandes empresas listadas na revista Fortune.

No artigo, o autor enfatiza pesquisas desenvolvidas pela University of California, Berkeley, as quais demonstram que é interessante experimentar um nível moderado de stress; porém, desde que sob controle. Conduzidos pela pesquisadora Elizabeth Kirby, tais estudos constatam que algum nível de stress favorece o crescimento de novas células no cérebro, melhorando a memória; entretanto, tal estado deve ocorrer de maneira intermitente, por que se ocorrer continuamente, o benefício em questão será eliminado.

Apresentamos abaixo o gráfico exibido pelo Dr. Bradberry em seu artigo, o qual correlaciona o stress, representado no eixo horizontal (expresso em alguma medida que reflita sua severidade e duração) e a performance, representada no eixo vertical (expressa em alguma medida de desempenho):


Note-se que o gráfico acima exprime, ao centro, para o nível de stress e duração intermitente adequado, o ponto de máximo de desempenho, ou seja, de “performance ótima”. Fora desse nível citado, registra-se queda de desempenho. 

Certo, mas como lidar com o stress quando ele parece excessivo e fora da região ideal do gráfico anterior, à direita da região de máxima performance? Vale lembrar que nós, seres humanos, com o passar do tempo, evoluimos fisicamente. A grande maioria de nós não vive em selvas, como animais. Nossos cérebros, agora mais complexos, mesmo tendo desafios intelectuais gigantescos para enfrentar, não mais necessitam responder ao meio ambiente como em eras passadas, quando, mais “animalizados”, precisávamos sobreviver em meios físicos muito hostis.

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Do que o eleitor deve se lembrar em eleições gerais?

Site de origem da imagem
Eleições são, nos países democráticos, uma das maiores oportunidades – se não for a maior – de participação dos cidadãos sobre o seu futuro coletivo. Mesmo as pessoas que dizem “eu não gosto de política”, ao votarem, exercem um direito político e contribuem para que outras pessoas sejam eleitas, recebendo mandatos que lhes darão poder para criar, modificar ou extinguir leis, tomar decisões de diversas naturezas, julgar e influenciar milhares ou milhões de destinos. Votar é, portanto, algo extremamente sério.

O que observar antes de votar em eleições gerais, as quais ocorrem no Brasil a cada quatro anos, criando uma inestimável oportunidade de renovação de quadros políticos nas esferas federal, estadual e municipal e, concomitantemente, de validação de bons gestores públicos e políticos, por meio de sua reeleição? 

Lembremo-nos de que as eleições gerais diferem das eleições meramente municipais e apenas para prefeitos, que também ocorrem a quatro anos no País, dois anos após as eleições gerais.

A seguir, apresentamos algumas dicas que não esgotam o assunto e prevenimos a quem nos lê que algumas constituem-se em meros tópicos para reflexão, enquanto que outras demandarão certo tempo e algum trabalho do eleitor:

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Que tal cortar as despesas contínuas de sua vida?

Imagem: Ambro
Este que vos fala já chegou a pensar em criar uma empresa de produtos consumíveis. Sabe o que é um produto consumível? É aquele que o cliente compra, compra, compra, compra, anos a fio. Sabonete, por exemplo. Não tem jeito, nós todos estamos "condenados" a gastar barras e barras de sabonete até o fim da vida. Para o fabricante e o comerciante é maravilhoso! Mas, claro, a concorrência nessa área é feroz.

O principal gasto que todos temos em produtos consumíveis é na alimentação. Mas há que incluir nessa categoria a água e a energia elétrica. Além de outros produtos, como sabonetes, creme dental etc.

Este artigo aborda um outro tipo de produto consumível: aquele que pode ser substituído por um produto durável, que elimina a necessidade de compras contínuas. Que tal? Interessante, não? Mas, por incrível que pareça, milhões de pessoas não fazem essa substituição, e não se dão conta de que estão gastando dinheiro que poderia estar sendo economizado. Peço licença para dizer que você, leitor(a), pode ser uma dessas pessoas... Então, confira abaixo.

Um aparelho de depilação custa menos de R$ 200,00. Uma seção de depilação de pernas custa de R$ 10,00 a R$ 40,00, dependendo da região do Brasil, e também da cidade e do bairro. Uma amiga deste escriba comentou, espantada:

― Quando comentei com minhas colegas que ia comprar um depilador por R$ 200,00, elas disseram:
"Mas por que comprar um aparelho tão caro se, aqui no bairro, a depilação custa R$ 30,00?"

Essa moça até tentou explicar às amigas que, depois de depilar as pernas no salão, a natureza segue seu curso e os pelos crescem de novo, de novo e de novo, até o fim dos tempos. Mas as moças não conseguiam alcançar o raciocínio. Para elas, R$ 30,00 é menos que R$ 200,00, e ponto final. Isso é resultado da ausência de uma educação financeira, seja nas escolas, seja na educação familiar.

domingo, 3 de agosto de 2014

Como cuidar bem de nosso cérebro?

Imagem: Victor Habbick
Procurando pela internet, encontramos mil e uma dicas de como cuidar bem de nosso corpo, desde alimentação até exercício físico. Mas, e quanto ao cérebro, especificamente? O cérebro, ou centro de comando do nosso corpo físico, necessita de ajuda para que permaneça saudável e pronto para nos ajudar a viver melhor.

Abaixo, seguem algumas dicas para que isso se torne possível, lembrando que elas estão interligadas entre si:

Movimente o corpo 


Práticas físicas beneficiam todo o organismo e, como não poderia deixar de ser, também o cérebro, que não é uma peça isolada do resto do corpo humano e que possa ser tratada como se nada mais existisse. 

Vale lembrar também que o corpo, constituído por grande quantidade de líquido, não foi criado para ficar fisicamente inativo e mantê-lo nessa condição corresponde a tratá-lo como “um pote com água parada”, algo que parece um tanto suspeito, sob o prisma de “ser saudável”, certo?

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

É possível usar software livre no seu negócio?

Ao iniciar um novo negócio, um investimento inevitável é em software. E pode ser um investimento muito alto, para além da capacidade financeira de boa parte das pequenas empresas.

Ao se defrontar com os altos custos, o empresário iniciante pode cair na tentação de utilizar softwares piratas. Ok, pode parecer uma jogada esperta, economizar muito dinheiro utilizando programas conseguidos de maneira ilegal. Mas há alguns poréns:

1) programas piratas podem ser denunciados anonimamente (por um funcionário descontente, um cliente revoltado ou até pela moça da limpeza) e resultam em multas pesadíssimas aplicadas pela Receita Federal.

2) programas piratas, em alguns casos, não funcionam, pois a empresa proprietária constrói certos softwares para só funcionar quando o computador está conectado à internet e o número de série é confrontado com os registros da empresa e até com o IP (endereço) do computador.

3) pirataria é crime e não é de bom alvitre começar um negócio cometendo um crime.

Mas a verdade é que usar programas comprados legalmente pode simplesmente inviabilizar certos negócios. Então, que fazer? A melhor solução pode ser optar pelo software livre que é, na maioria dos casos, grátis, ou então tem preços muito mais viáveis.


Se é de graça, não presta?

Num mundo em que vigora a famosa frase não existe almoço grátis, quem não conhece software livre acha que isso é coisa de hippies, que não funciona, que é ruim. E isso não procede. Os softwares livres podem ser tão bons quanto os softwares proprietários. Ou até melhores, em alguns casos.

terça-feira, 29 de julho de 2014

Por que planejar a vida pode fazer grande diferença?

Várias são as respostas possíveis à pergunta “por que planejar nossas vidas pode ser importante e fazer grande diferença?”.

Apenas para começar:

1. Pessoas têm sonhos e planejar faz pensar sobre os sonhos pretendidos, nem sempre claros (por incrível que possa parecer!).

2. Planejar convida a pessoa a refletir sobre si mesma e sobre o seu papel em relação ao ambiente em que vive, sendo que cada pessoa tem um potencial de evolução pessoal (melhoria de qualidades e redução/eliminação de defeitos) e de apoio à evolução do próximo.

3. Planejar requer que o planejador entenda sua posição e sonhos em relação à família, ao trabalho, à sociedade, ao País e ao Planeta Terra, conforme ilustrado a seguir:


Imagem composta. Créditos: stockimagesporbital (foto da cidade), eofdreams (Terra)










4. Se o planejamento não assegura a realização dos sonhos exatamente da forma pretendida, ele pode aumentar as chances de os mesmos se concretizarem. Ademais, conquistas podem ser alcançadas passo a passo, a curto, médio e longo prazos.

5. Sonhos são dinâmicos. Sonhos antigos podem ser repaginados e novos sonhos podem ser criados.

6. Na busca dos sonhos pretendidos, novidades podem surgir, em benefício de quem planeja, permitindo à pessoa melhorar seu planejamento.

7. Se as empresas e outras entidades da economia planejam, as pessoas, portanto, também podem planejar.

Não nos esqueçamos de que não vivemos isolados e de que a consecução de sonhos requer a inclusão das demais pessoas e do ambiente ao nosso redor. A menos que o sonho seja viver para sempre isolado em uma ilha...

domingo, 27 de julho de 2014

As pessoas gastam muito de seu precioso tempo com futebol?

photostock ID: 10041678

Salão de festas de um condomínio. Dois conhecidos, João e Maria, reencontram-se, pessoalmente, após alguns anos sem se verem, na festa de aniversário de um amigo comum.
Lá pelas tantas, e após alguns drinques, João dirige-se a Maria:

— Vi suas postagens sobre futebol na internet, no Facebook. Você dá grande importância a esse assunto, hein?

Maria fica ligeiramente irritada com o comentário, mas, mesmo assim, procura responder em tom de brincadeira:

— Gosto de futebol, sim! E por favor, não me diga que você é daqueles que acham que futebol e mulher não têm nada a ver.

João percebe a irritação, por baixo do tom brincalhão, e tenta amenizar:

— Veja bem: não estou criticando você. Apenas acho que Flamengo e Fluminense, Coríntians e São Paulo, Cruzeiro e Atlético, essas richas, tudo isso ocupa muito a cabeça das pessoas. E as pessoas perdem muito tempo com futebol no Brasil.

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Por que o Orkut vai acabar?

O fim do Orkut: a vitória do impermanente

O Orkut, uma das primeiras comunidades mundiais surgidas na internet, vai acabar no dia 30 de setembro próximo. 

Surgido em 2004 pelas mãos de Orkut Büyükkökten, engenheiro turco do Google, o Orkut se notabilizou pelos fóruns, que reuniam pessoas para debater, dia após dia, temas como comportamento, sexualidade, arte, entre outros centenas de milhares de assuntos.

Que tal virar a mesa?

Ele era um executivo de grande corporação. Submetido a stress constante e à competitividade agressiva do ambiente administrativo da maioria das empresas.

Ele estava de olho numa promoção, uma "gerência-geral". Passaria a ser uma espécie de gerente dos gerentes. Só que, óbvio, havia concorrência: um outro gerente estava de olho no cargo. Sujeito bem "competitivo", para usar a linguagem corporativa. Tecla SAP: sujeito ganancioso.
Imagem: David Castillo Dominici
Stock Photo

Os computadores de mesa vão acabar?


site desta imagem

Desde os idos de 2000 que este autor ouve alguém dizer: "computador de mesa já era".  Quatorze anos depois, muitos continuam repetindo a frase, hipnoticamente, enquanto trabalham no seu computador de mesa no escritório.

Notebooks e smartphones estão acabando com sua coluna?

Imagem: Ambro - Stock Photo - image ID: 10088057

Nos dias de hoje, para todo lado que olhamos, vemos pessoas usando seus smartphones, que são um misto de computador, telefone e videogame. No escritório ou em casa, essas mesmas pessoas estão usando, muitas vezes, notebooks, pois diz-se que os computadores de mesa (desktop) estão ultrapassados (será?), que estamos na era dos notebooks, netbooks e smartphones.

A questão é que esses aparelhos acabam fazendo com que o usuário se curve sobre eles, isto é, curve sua coluna. Isso pode ser muito prejudicial à coluna e também à saúde em geral. A coluna curva predispõe a dolorosos desvios, quando uma vértebra é forçada para fora. Além disso, o corpo curvo dificulta a respiração, reduzindo a oxigenação do corpo. Até o estômago acaba sendo pressionado. Pode haver até tendência a expansão abdominal (êpa!).

Sugerimos que o(a) leitor(a) comece a prestar mais atenção em sua coluna, se olhe no espelho lateralmente, e adote uma postura mais ereta, seja no notebook ou no smartphone.

Pode ser interessante se inscrever em aulas de Yôga, Pilates, alongamento e exercícios que incluam a retroflexão da coluna, isto é, o movimento de curvar-se para trás, compensando assim a posição habitual diante do seu aparelho. Consulte um profissional qualificado para saber o que é mais indicado pra você.

Imagem: Ambro - Stock Photo - image ID: 10043593
A verdade é que tão cedo não abandonaremos nossos queridos smartphones, notebooks, tablets e netbooks. Então, a solução é sabermos interagir de maneira inteligente com eles, sem prejudicar nossa saúde.

Postado por Beto Locatelli

sábado, 19 de julho de 2014

Quanto você gasta para comer fora?



Quase todo mundo gosta de comer fora, apesar de nunca termos certeza de como foi preparado o alimento que estamos consumindo. Mas de uma coisa podemos ter certeza: comer fora pesa no orçamento.

Comer fora é um hábito social que se universalizou. Mas que, se não for feito sem planejamento, pode pesar muito no orçamento e comprometer o futuro financeiro da família. Em média, segundo o IBGE, as famílias consomem nada menos do que 31,1% do orçamento doméstico nessa atividade.

Esse percentual é uma média, e varia de região para região, e de uma classe social para outra.

Na região Sudeste -- como podemos imaginar -- o hábito de comer fora é muito mais disseminado. Já na região Norte, bem menos.

A frequência de consumo de alimentos fora do domicílio foi de 35%, sendo maior na região Sudeste (38,8%) e menor na região Norte (28,1%). A freqüência foi maior entre os indivíduos de 20 a 40 anos (42%), do sexo masculino (39% vs. 31%), com maior nível de renda (52%) e maior escolaridade (61%). (a fonte é esta)

Em geral imagina-se que as famílias de renda menor frequentem menos bares e restaurantes. De fato, quanto maior é a renda familiar, mais arraigado é esse hábito. E nas famílias de renda mais alta, comer fora consome inacreditáveis 49.9% da renda familiar!!